Em Ti ponho a minha confiança – reunião 27

   Estivemos a jogar ao jogo da corda. Depois respondemos a um teste sobre a confiança: Em quem tens confiança?

Normalmente, temos confiança nos amigos e nos pais, mas confiamos mais se admiramos a maneira de ser da pessoa, se nunca nos traiu e é nossa amiga à muito tempo. Se alguém nos decepciona, conversamos sobre o assunto e ficamos outra vez amigos. Achamos que ter confiança é importante mas também é difícil. É importante confi-armos nas pessoas, nas suas palavras mas não devemos “dar ouvidos” a qualquer pessoa.

No jogo que fizemos no início, se uma equipa resolvesse não respeitar as regras do jogo e largasse a corda, os elementos da outra equipa poderiam cair ao chão e magoar-se. Mas isso não aconteceu porque confiamos nos outros, acreditamos que as regras seriam respeitadas porque somos amigos e porque todos queriam ganhar.

S. Tomé teve dificuldade em acreditar no que os amigos lhe disseram: “Vimos o Senhor”. Só acreditou verdadeiramente quando viu Jesus e Lhe tocou. E então exclamou: “Meu Senhor e meu Deus!”. Mas Jesus disse-lhe: “Acreditas agora porque me viste? Felizes os que acreditam sem terem visto”.

Estas palavras são também para nós. Somos convidados a acreditar. Deus é Alguém em quem podemos ter toda a confiança. Nele podemos sempre confiar.  

É normal ter dificuldade em acreditar e ter dúvidas, como S. Tomé. Sabemos que há muitas pessoas que não têm fé.  Por isso, é importante rezar, vir à catequese e viver a fé em comunidade para que a pequena semente da fé dentro de nós possa germinar e ir crescendo ao longo da vida. Nós podemos falar de Jesus, dos Evangelhos mas não podemos explicar como se tem fé. A fé é um dom de Deus.

A  fé, a esperança e o amor são três grandes virtudes que Deus nos oferece. Cabe a nós abrirmos os nossos ouvidos, os nossos olhos e o nosso coração  ao amor de Deus e termos confiança nEle, na certeza de sermos habitados por Deus. Em oração, agradecemos ao Senhor o dom da fé:

Senhor, eu creio.

A minha vida tem outro sentido,

Porque em Ti ponho a minha confiança.

Obrigado pelo dom da fé.

Durante a semana, vamos perguntar a pessoas que se dizem cristãs, o que é para elas ter fé e ser cristão.

 

O que fica comigo 

A fé é um dom de Deus. Sozinhos não chegamos a ter fé. É normal ter dificuldade em acreditar e ter dúvidas. Por isso, é importante rezar, estudar e viver em comunidade, porque a fé é como uma pequena semente dentro de nós que vai crescendo ao longo da vida e que nós podemos ajudar a desenvolver.

A fé, a esperança e o amor são três grandes virtudes que Deus nos oferece, mas que supõem uma resposta activa da nossa parte.

 

* “Nascer de Novo?”, 26,  p. 108-1

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: